Faculdade Belavista

Prof. Veneziano Araújo

Ao assistir ao vídeo “Why be an economist?”, da London School of Economics, percebemos a
enorme riqueza e diversidade de atuação que uma carreira em Economia pode proporcionar.
Essa relação de temas tão diversos, ao ser inserida no contexto do curso de graduação, e a
reflexão de cada aluno, a partir de suas próprias preferências e vocação, motiva os professores
do Curso de Economia da Belavista em suas pesquisas e aulas:
O Prof. Leonardo Alencar estuda Economia Bancária e um dos seus trabalhos mais relevantes
analisa a relação entre spread de crédito e a celeridade da Justiça. Os seus resultados apontam
que empresas que atuam em localidades onde os Tribunais são mais céleres conseguem
crédito significativamente mais barato, apontando uma importante vantagem econômica da
Justiça ser mais eficiente.
A profa. Eloiza Almeida estuda diferentes temas de Economia do Trabalho. Em um dos seus
artigos, ela avalia como a diferença salarial entre homens e mulheres muda de acordo com o
tamanho das cidades. Os seus resultados indicam que as mulheres em grandes centros
urbanos recebem um prêmio salarial gerando uma desigualdade salarial menor do que as
mulheres nas cidades pequenas.
Já o prof. Veneziano Araujo usa dados de patentes para estudar diferentes tópicos da
Economia da Inovação. Em um dos seus trabalhos, ele encontra que os resultados positivos do
Investimento Direto Estrangeiro não se restringem apenas aos tradicionais ganhos de emprego
ou crescimento, mas tem efeitos positivos nas inovações locais o que serve de importante
subsídio para os formuladores de Políticas Públicas de Inovação e Desenvolvimento Regional.
Enquanto isso, o Prof. Fernando Chertman estuda diferentes tópicos relacionados à Política
Monetária. Em um dos seus trabalhos, ele analisa empiricamente as especificidades na regra
de determinação de juros de Brasil e Índia.
Por fim, em uma Economia Global e cada vez mais interconectada, os impactos dos países se
propagam gerando efeitos mundiais. A intensidade desta propagação é estudada pelo prof.
Oscar Simões que analisa como choques nos Estados Unidos, Alemanha e China se propagam
em 38 países.

Este são apenas exemplos de como é amplo o horizonte de pesquisa e trabalho de um
Economista, que fazem parte da experiência que damos aos nossos alunos.

Veja o vídeo: https://www.linkedin.com/feed/update/urn:li:activity:7039280590314991616/