Faculdade Belavista

Acredite ou não, mas o principal temor de millenials e geração Z no Brasil é o desemprego. É o que indica uma pesquisa desenvolvida pela Deloitte que entrevistou 800 jovens brasileiros, sendo 500 da geração Z e 300 millennials.

O problema, no entanto, não é a falta de oportunidades de trabalho. Existem vagas disponíveis, que não conseguem ser preenchidas porque as empresas não estão encontrando pessoas adequadas para as funções.

Mas o que essas empresas estão buscando nos jovens que torna tão difícil preencher as vagas? Quais habilidades são necessárias para que eles possam sair de uma situação de insegurança e de falta de perspectiva para uma oportunidade real de emprego?

A verdade é que o mercado busca um profissional completo, que tenha qualificação técnica de alto padrão somada a habilidades comportamentais que facilitem a colaboração, a tomada de decisão assertiva, entre outras. Características importantes que o jovem deve desenvolver para que consiga se encaixar melhor nas oportunidades de emprego que surgem todos os dias.

E como ele pode estar à altura dessas exigências? Não enxergo outra alternativa além de investir em uma formação universitária que o prepare de forma consistente e contínua para as necessidades atuais do mercado de trabalho. 

E como conseguir isso? Escolhendo um novo modelo de formação, longe daquele padrão engessado dos métodos tradicionais, baseado apenas em teorias, e um currículo completo, que valorize o conhecimento associado a práticas que desenvolvam as soft skills necessárias.

Até porque muitos dos jovens já possuem habilidades como autonomia, vontade de aprender, inteligência emocional, entre outras, mas precisam de um empurrãozinho para decolar nesse sentido.

E poder proporcionar essa nova forma de prepará-los para o futuro do trabalho é uma das grandes diferenças da Faculdade Belavista.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *